logo Escola Modelar Cambaba

Eventos

Dando continuidade à campanha de doações aos alunos da Escola Municipal Especial Rotary, iniciada em outubro com os kits de higiene, as famílias da Educação Infantil se uniram mais uma vez em prol dos alunos dessa Instituição.

A Visita Cultural do 1º ano ao sítio Arca do Noah transformou uma simples manhã em alegres momentos, cheios de vivências e descobertas.

As Oficinas de Trabalho de 2018 aconteceram em um clima de muita animação, criatividade, aprendizagem e integração entre alunos e professores. Jogos, atividades artísticas, histórias, meditação, robótica, teatro, a química do slime e do cupcake foram algumas das propostas experienciadas pelas crianças do EFI.

O 3º ano do Ensino Fundamental contemplou a diversidade da paisagem natural e pode visitar diversos pontos históricos que contribuíram na formação histórica do nosso país. Percorreram a Ilha do Governador, utilizando um olhar histórico e geográfico neste lugar tão especial.

O Festival de Música de 2018 propôs uma viagem musical, homenageando “50 anos da MPB”, nossa música popular brasileira. O evento foi a culminância do projeto desenvolvido pelas professoras Paz Helena e Caroline.

Os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental I da Escola Modelar Cambáuba realizaram a produção de um maravilhoso Teatro de Fantoches, narrando a história sobre a Proclamação da República no Brasil.

O tempo não para! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo.
(Mário Quintana)

II Recital do Coral Infantil, Flautas e Bandaúba

No último dia 1º de dezembro de 2018, aconteceu no auditório da Escola Modelar Cambaúba o II Recital Musical da nossa escola.

Mais uma vez as equipes da Escola Modelar Cambaúba puderam colocar em prática todos os seus conhecimentos desenvolvidos durante os treinos, participando do Torneio Juvenil de Robótica no Colégio Santo Inácio. Conquistamos diversas premiações:

“ A incompreensão do presente nasce fatalmente da ignorância do passado. Mas talvez não seja útil esforçarmo-nos por compreender o passado se nada sabemos do presente. ” Marc Bloch